Novidades

Foto mat%c3%a9ria dr

“Ser Médica me ajuda a ser uma Mãe mais segura”

A medicina certamente é uma carreira que demanda anos e anos de muito esforço e dedicação. E o que dizer da maternidade? Não é muito diferente. Seria possível, então, ser mãe e médica? Para muita gente pode parecer uma tarefa impossível, mas a Dra. Ula Lindoso Passos, radiologista do CDB Medicina Diagnóstica, não encara a maternidade como um bicho de sete cabeças, mas reconhece que a ajuda de terceiros com os cuidados é essencial para suprir todas as necessidades de sua filha.

Médica formada há mais de vinte anos, Dra. Ula vive, há pouco tempo, a experiência da maternidade. Mãe de Milena, 4 anos, ela explica que com muita organização e ajuda, é possível conciliar a vida de médica e mãe. “Minha rotina como radiologista me possibilita estar presente em vários momentos na vida da Milena, buscando-a na escola e participando da sua vida após a aula, com brincadeiras, atividades e muita conversa. Meu marido também é médico e, por conta de sua rotina, já não consegue estar tão presente quanto eu, mas, pelo menos uma vez por semana, ele pode pegá-la na escola e passear no parquinho com ela”, conta.

Dra. Ula afirma que foi mãe em uma época muito boa, pois estava mais madura e a formação em medicina tirou certas inseguranças que são normais em mães de primeira viagem. “Ser médica me ajuda a ser uma mãe mais segura”, revela. A manutenção da carreira e o exercício da maternidade também foram possíveis devido a uma “santa ajuda”, confessa, destacando a colaboração de uma profissional que trabalha com ela há pelo menos 14 anos e a auxilia em toda a logística da rotina semanal.

“Sei que tenho o privilégio de dispor de uma escola integral e de poder contar com uma pessoa para me ajudar, pois entendo as dificuldades de equilibrar a carreira com a maternidade. Por exemplo, a maioria das mulheres brasileiras e trabalhadoras exerce sua atividade de mãe e profissional sem nenhuma ajuda”, explica a Dra. Ula.

Nas brincadeiras, a influência e admiração já aparecem: “Sempre brincamos com a Milena e ela escolhe ser a médica. Acredito ser saudável a referência familiar de mãe e profissional que passamos para nossos filhos. Acho, inclusive, muito importante ela aprender desde pequena que a mulher pode muito bem ter uma carreira e ser mãe”, conclui.

Dra. Ula Lindoso Passos é radiologista do CDB Medicina Diagnóstica